5 mulheres foda da música

Outro dia estava ouvindo rádio e durante uma hora, 99% das músicas eram cantadas por mulheres incríveis e isso me despertou a vontade de falar mais sobre algumas delas, por isso este post.  Separei algumas mulheres que eu amo e também conheço um pouquinho da história.

Carminho

Nascida Maria do Carmo, Carminho, é uma cantora de fado, portuguesa. Sua mãe também é cantora do ritmo. Com pouco mais de 30 anos de idade, ela revolucionou a forma de cantar o tradicional ritmo português. Trouxe para as novas gerações uma mistura do tradicional com jazz e música brasileira. Aliás, a cantora tem uma proximidade muito grande conosco e já gravou com diversos artistas nacionais, entre eles Chico Buarque, Caetano Veloso, Seu Jorge e Alcione. Sua parceria mais recente foi com a cantora Marisa Monte, na música Chuva no Mar, que estava na novela A Lei do Amor. Recentemente ela lançou um álbum só com músicas de Tom Jobim, vale muito ouvi-lo também.

Eu não faço ideia de como conheci a cantora, provavelmente procurando sobre fado, que eu amo!!! Só sei que ela é minha cantora preferida do ritmo. E o mais legal é que ela é super nova e até então eu sempre tinha a impressão de que cantoras de fado eram sempre mais velhas, que já tinham vivido muitas coisas, mas com ela consegui desmistificar isso na cabeça. 

Julieta Venegas

Julieta nasceu nos EUA, mas cresceu no México e canta em espanhol. A conheci através do Acústico MTV Lenine, fiquei enlouquecida e logo depois ganhei de presente o Acústico que a moça gravou para a MTV. Nesse álbum ela faz parceria com quem? Marisa Monte. Também participou de álbuns de Marisa, além de ter feito parcerias com Fernanda Takai, Otto e outros artistas nacionais.

Eu entendo muito pouco de espanhol e canto falo menos ainda, mas acho a voz dela tão maravilhosa, tão doce e tão forte ao mesmo tempo que não consigo explicar. Ela mistura vários elementos em suas músicas e mesmo com forte pegada latina (que não estou tão acostumada a ouvir), é sensacional. Não tem como não se apaixonar.

Madeleine Peyroux

Madeleine é uma cantora norte-americana (que eu sempre achei que fosse canadense e descobri que não era faz pouco tempo), filha de uma francesa com um canadense. Aos 15 anos ela foi morar em Paris com a mãe, após o divórcio e foi lá que se envolveu com música. Fez parte de diversos grupos de jazz na cidade luz e desde então não parou mais.

Com voz suave, intercalando as músicas em francês e inglês, ela é uma das minhas cantoras preferidas! Amo cantar a plenos pulmões suas músicas. Outra coisa que sempre me chama atenção são as melodias, tão maravilindas, que transmitem aquela sensação de paz, de que o mundo é um lugar lindo para se viver, uma coisa meio La La Land e Meia Noite em Paris HAHAHA

Nana Caymmi

Nana já nasceu na realeza musical do Brasil. Filha de Dorival Caymmi, Nana começou na carreira cedo, com menos de 20 anos. Gravou com o pai, com os irmãos, Dori e Danilo, apresentou programa de TV, entre outras coisas. Foi amiga e gravou com Tom Jobim, além de outros nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Toquinho, Bethânia, Marcus Valle, Cesar Camargo Mariano, entre muitos outros.

Em 1994 lançou um álbum em homenagem a Dolores Duran (outra mulher incrível) e em 1998 lançou o álbum Resposta ao Tempo, que contava com a música de mesmo nome e foi tema de Hilda Furacão. Foi por causa dessa música que eu a conheci. Era criança, mas lembro de ter ficado fascinada pela voz dela e pela música, mas só anos mais tarde que fui atrás das outras músicas e hoje ela é uma das minhas cantoras/intérpretes preferidas do mundo!!!

Norah Jones

Taí outra linda que só faz músicas igualmente lindas! Norah é filha do músico indiano Ravi Shankar, mas não acho que a influência musical do pai tem lugar em suas composições. Nova Iorquina, Norah tem aquele ar cool e elegante da cidade. A descobri, acho que como todo mundo, em Mulheres Apaixonadas com Don’t Know Why e foi amor à primeira ouvida. Me apaixonei pela voz doce e melodia jazzística da cantora.

O que eu mais amo é que Norah não fica preza em apenas um estilo. Ela canta Jazz, Folk, Country, Pop e até parceria com Jay-Z ela já fez (aliás, New York City é uma das minhas preferidas). Em apresentações ao vivo ela é tão incrível quanto nas versões dos álbuns. No ano passado ela lançou Day Breaks, que tem sonoridade bem parecida com o primeiro álbum, Come Away With Me, e resgatou em todos os fãs as lembranças da primeira vez que a ouvimos.

Tentei mostrar um pouquinho das cantoras que eu amo, sejam elas super conhecidas ou nem tanto. E todas elas são cantoras fortes, que buscam um caminho diferente do tradicional pop music, que apesar de amar, não tem como negar ser um pouco mais fácil de conseguir sucesso.

E para vocês, quais suas cantoras foda, “fora” do circuito tradicional? Me conta aqui e me apresentem novas cantoras!!!

Bjks

Imagens: Google e Pinterest

1 thought on “5 mulheres foda da música

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *