series-dos-anos-2000-cafofodacamila

5 séries que marcaram a adolescência dos anos 00

Quem foi adolescente até o ano de 2005, 2007 deve ter lembranças daquelas tarde de sábado e manhãs de domingo assistindo séries no SBT. Na época a rede de TV tinha contrato com vários canais norte-americanos e nos trazia todo tipo de séries adolescente. Lembro de ficar das 13h até as 22h com a TV ligada assistindo séries como aquela da filha do Batman com a mulher Gato (não lembro o nome, mas era uma história bem doida), Popularidade, Fast Lane ou umas séries malucas que tinham uma ou duas temporadas porque a oferta era tanta que os canais não aceitavam uma audiência média HAAHHAAH.

Muitas delas ganharam inúmeras temporadas e algumas ajudaram a formar nossos caracteres, então resolvi relembrar as mais icônicas:

  • GILMORE GIRLS

Não tinha uma pessoa que não gostava da série. Minha irmã é quase 9 anos mais velha do que eu, mas ela também sempre assistia as trapalhadas de Lorelai e Rory! No ano passado deu para perceber bem a comoção que a série causou na vida das pessoas quando a Netflix divulgou os novos episódios. Pois bem, a série ajudou a formar muitos caracteres por conta das referências que Lorelai usava, sobretudo de filmes e músicas. Apesar de não focar muito no quesito “como a adolescente Lorelai sobreviveu fora de casa com uma filha recém-nascida” ela nos ensinou que usar camisinha era (É) essencial. Depois de ter reassistido a série no ano passado eu percebi que Rory é bem egoísta e que na verdade não tinha motivo para ser daquele jeito, mas isso eu só percebi agora, perto dos 30, porque na época, quando eu tinha uns 15 meu sonho de princesa era ser BFF dela HAHAHAAHA. Lorelai também não é o melhor exemplo para ser ter, mas ela aprendeu na “porrada”, diferente da filha! Antes eu tinha raiva dos Gilmore, mas agora eu posso entender o que eles sofrerem, mas consigo ver com muita clareza onde erraram também. Talvez todas essas visões eu já tenha percebido na época e assimilei de forma menos clara do que depois de reassisti-la em 2016, mas o importante é que muita coisa eu aprendi com os dramas da vida das garotas Gilmore!

  • THE O.C.

Taí outra série icônica! A morte de Marissa talvez tenha sido uma das cenas mais tristes que eu vi na TV na minha adolescência HAHAHAAHAH. Eu sempre odiei Ryan e até hoje eu não consigo entender adolescentes rebeldes que tem tudo. Ok, ele só passou a ter as coisas depois de ser adotado pelos Cohen e muitas das encrencas ele entrava porque estava tentando ajudar outras pessoas, mas ainda assim eu não entendo! Sempre simpatizei com Seth, mas quando reassisti a série uns 5 anos atrás, eu fiquei bem cabreira com ele HAHAAH. Me explico: Seth, assim como Rory, é muito egoísta, principalmente quando se refere ao seu amor por Summer. Summer é sem dúvida a melhor personagem da série toda! Vale super a pena reassistir e perceber essas nuances que antes não percebíamos.

  • SMALLVILLE

Uma confissão tem de ser feita: eu não terminei essa série HAHAHAAH. Acho que assisti até a temporada 6 ou 7 porque começou a ficar chaaaaata. Eu era apaixonada pela série. Minha personagem principal, claro, era Lana Lang, mas eu tinha uma simpatia por Chloe Sullivan também. Clark eu achava chatíssimo HAHAHA, sorry! Amava, com certeza, Lex! Outro que eu achava chatíssimo era o pai do Clark e, outra confissão, fiquei feliz quando ele morreu AHAHHAHA e a mama Kent se envolveu com papa Luthor HAHAAH. Parei de assistir quando Lana casou com Lex e ele começou a fazer mal a ela. Simplesmente não aceitava que aquilo estava acontecendo e parei de assistir HAHAHA. Não faço ideia de como terminou e não tenho vontade de saber HAHAHA. Atualmente a história do Superman não me atrai (filmes de super-heróis não me atraem, inclusive nunca assistir Supergirl), mas na época eu era fascinada por elas. Mas e você conseguiu terminar a série? Devo ir ali caçar informações no Google ou não vale a pena?

  • EVERWOOD

Essa era uma série tão triste, gente! A história se passava em algum estado americano onde tinha MUITA neve. A temporada inteira era com neve HAHAHAAH. O menino que fazia o personagem principal era revoltado por causa da morte da mãe, e também com o pai por ter saído de NYC e ido morar naquela lugar. Confesso que eu não conseguia sentir raiva do pai, mas sentia do filho HAHAHA. Também tinha a irmãzinha que era fofa! Foi aí que eu conheci Emilly VanCamp e só recentemente percebi que minha amada April Kepner (Sarah Drew) também fez Everwood. Com essa série eu aprendi muito sobre relações humanas, porque ela era toda baseada nisso! Apesar do tom triste, acho que é uma série que todo adolescente deve assistir! (inclusive, acho que vou colocar na minha lista para maratonar nas férias).

  • WILL & GRACE

Ok, eu não assistia essa no SBT, mas sim na Rede 21 (atualmente é um canal evangélico), mas me ajudou muito a ser a pessoa que sou hoje e cada notícia do revival alegra meu coração de uma forma diferente (estreou em setembro no EUA, mas sem data de estreia no Canal Sony no Brasil 😥 ). Pois bem, para quem não conhece, a série conta a história de Will e Grace, um casal de amigos. Ele, advogado e gay; ela, decoradora e ex-namorada dele. Os dois são muito amigos desde a época da faculdade quando namoraram e ele descobriu que não gostava de mulheres. Will tem Jack como melhor amigo e Grace tem Karen, sua secretária que não se preocupa com o trabalho porque o marido é rico. Durante as 8 temporadas podemos ver os amores dos personagens principais, a transformação de Karen e a carreira de Jack decolar (ou não, dependendo do ponto de vista HAHAHA). Apesar de ser um sitcom e alguns personagens, principalmente os secundários, serem extremamente estereotipados, ela ensina muito sobre relações humanas entre elas amizade e preconceito. Vale caçar os episódios para assistir porque é impossível não se apaixonar!

Existe um site chamado Banco de Séries onde você pode colocar todas as séries que já assistiu, atribuir notas e gerenciar para não perder nada. Por alguns anos eu acompanhei direitinho, mas desde 2014 parei de atualizar. Pelo que consta lá, eu passei 198 dias e 4 h assistindo séries, e posso garantir que boa parte desse período foi durante a adolescência através do SBT HAHAHAH. Mas e vocês, me digam quais as séries que mais marcaram sua adolescência. Quais vocês tem vontade de reassistir e quais irão passar longe? Eu, nunca consegui assistir com afinco One Three Hill, por exemplo, e sonho com o dia que entrará para o catálogo da Netflix para eu poder maratonar HAHAAH.

Bjks

Imagem: Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *