SPFW-n44-dia03-cafofo-da-camila

SPFW nº44 – dia 03

E a semana começou com força ontem! Com 8 desfiles agendados, o dia começou, como sempre, com UMA. De forma geral os desfiles conversaram entre si, e esta bem bacana de ver como as grifes estão trabalhando com as novas “regras” da semana.

Claro, todas estão fazendo coleções de primavera/verão, pois a ideia é que sejam desfiladas e já na semana que vem comecem a chegar às araras de lojas, físicas e digitais.

Então vamos aos desfiles:

  • UMA por Raquel Davidowicz

Essa é uma grife conhecida por ser básica, minimalista, sem apelar para estereótipos como “camiseta branca e calça jeans”. A grife aposta muito em alfaiataria que, além de ser elegante, consegue caminhar por vários espaços diferentes no nosso dia a dia. Desde calças sociais até shorts descolados, a grife apostou em peças assimétricas, estampas e até bordados, tudo dentro do seu DNA. A estamparia, inclusive, foi inspirado no artista estadunidense, Cy Towombly. Essa coleção conta com alguns itens um pouco diferentes, como é o caso das “peças de baixo”. Tops, shorts que podem ser usados na praia e meias que mostram sensualidade estiveram presentes para mostrar um outro lado da grife, que verdade seja dita, sempre esteve presente em suas araras, mas quase nunca nas passarelas. A cartela de cores é básica de PeB, mas conta com pitadas de mostarda.

SPFW-n44-uma-raqueldavidowivcz-cafofo-da-camila

  • PAULA RAIA

Paula é uma estilista de mão cheia. Costureira mesmo. Para essa temporada ela optou por fazer looks somente em tom de rosa, que dependendo da luz que incidia, mudava, deixando mais forte ou mais claro, quase nude. As peças pareciam mais simples do que em coleções anteriores, mas nem por isso deixa a desejar. Vestidos com leves transparências e babados remetiam a camisolas vitorianas. Outras peças, também em vestidos, remetiam aos looks anos 1950, com saias mais rodadas. Para quem deseja peças mais limpas, retas, alguns vestidos também tem essa levada.

SPFW-n44-Paula_Raia-cafofo_da_camila

  • OSKLEN

Inspirado na obra de Tarsila do Amaral, a grife trouxe para a passarela, não só as obras mais clássicas estampadas nas peças, mas também inspirações subjetivas, baseada em peças não tão famosas e esboços da artista. Começando com peças totalmente brancas e retas, a grife foi adicionando cores e padronagens diferentes, para assim mostrar o universo da pintora. Os anos 1920 e 1930 estão presentes em padronagens como comprimentos e detalhes, como alguns babados e recortes. A coleção é perfeita para o verão, com peças leve e fluidas, abrindo espaço também para jaquetas e blusas que podem ser usadas tanto no calor quanto em dias mais fechados, como acontece, sobretudo em SP. Detalhe para reparar: sapatos. Eles estão abertos, tanto para elas quanto para eles.SPFW-n44-Osklen-cafofo-da-camila

  • VIX

Moda praia é um tipo de estilo que pode ser mais do mesmo, mas nos últimos anos as grifes vem apostando em mais de um tipo de modelo de biquíni ou maiô, além de incrementar com saídas de praia e até vestidos para serem usados fora dela. O mais legal dessa coleção foi que tanto as partes de cima quanto as de baixo eram de modelos e padronagens diferentes e que podem ser combinados entre si. O resgate do modelo de lacinho na parte de baixo também foi outro ponto muito legal. Os eram extra-longos e além de fazer alguns lacinhos, tendo a certeza de que será seguro, também dão charme podendo ficar caídos ao longo das pernas. A cartela de cores foi alegre e elegante, com tons de branco, marinho e variações de laranja.

SPFW-n44-Vix-cafofo-da-camila

  • FABIANA MILAZZO

Fabiana fez a estreia na edição passada e veio com a proposta de trazer mix de dia a dia com alta costura. Nessa coleção, ela demonstra com mais força esse mix. Em sua maioria, os vestidos são perfeitos para noite, mas podem ser usados durante o dia, principalmente em eventos. A cartela de cores é bem clara, em tons de nude, bege, amarelo e azul, mas tem um único tom escuro, e que na minha opinião, não poderia ficar de fora, o preto. Para dar o ar de glamour, Fabiana optou por colocar plumas e bordados. Este estavam belíssimos, com desenhos de flores e maravilhosas corujinhas, quebrando o ar sério que as peças podem passar. Taí uma estilista para ficar de olho nas próximas estações, porque ela vai nos surpreender e muito ainda!

SPFW-n44-Fabiana-Milazzo-cafofo-da-camila

  • JOÃO PIMENTA

O estilista é o único na semana que faz moda exclusivamente masculina e a cada edição do evento ele vem se aproximando das ruas. Essa coleção é a prova de que ele vem olhando para a moda com outros olhos. Pode ser reflexo da parceria com a LAB, pode ser a necessidade do público dele, mas o importante é a atualização da visão. A coleção olha para o universo, para o clássico céu x inferno e com isso abusa de tons branco e vermelho. Para unir os dois tons, João escolheu o cinza que aparece tanto lá como cá. Quanto a padronagem, existem peças para vários tipos de homens, ainda que o olhar seja para um grupo específico.

SPFW-n44-joao-pimenta-cafofo-da-camila

  • LILLY SARTI

Eu já me derreti para a marca e em como ela vem, a cada estação, crescendo. Nessa edição, Lilly resolveu olhar para o universo de suas clientes e trouxe para a passarela diversos tipos de peças. Shorts, vestidos curtos e longos, calças, peças para o dia e para noite, além de peças básicas e também as rebuscadas. As modelagens apostam em diversos universos, completamente antenado aos desejos atuais, onde nenhuma mulher é apenas uma e muda de acordo com os próprios desejos.  A cartela de cores esta uma graça, apostando em cores que já apareceram em outras passarelas como os tons de laranja, branco e azul.

SPFW-n44-Lilly-Sarti-cafofo-da-camila

  • TRIYA

A marca olhou para o Brasil e trouxe estamparia de flores, folhas e frutos. Poderia ser extremamente clichê, mas com o mix de peças lisas e estampas geométricas, a marca conseguiu quebrar o estereótipo. Com relação as modelagens, dois tipos apareceram: hot pant e cavado. Já para a parte de cima, houve uma gama muito maior de opções. Os maiôs e saída de praias seguiam a mesma linha de estamparia. Boa coleção, com muitas cores e predominância de tons de verde.

SPFW-n44-Triya-cafofo-da-camila

Eu gostei muito desse primeiro dia. Primeiro porque senti que as coleções conversaram, seja em inspirações e tendências, seja em cartela de cores. Gostei porque, ao contrário do que muita gente pode pensar, ela não esta pasteurizada, mas sim, seguindo uma linha lógica, dentro é claro, do DNA de cada uma delas.

Isso também é fruto da crise em que estamos imersos. As marcas tendem a seguir pelo caminho mais seguro. Para o consumidor que não esta disposto a gastar tanto com itens como vestuário, isso é muito positivo, pois ele sabe que se manterá na moda, sem precisar gastar mais do que o planejado. Para o mercado financeiro, isso não é tão bom assim. Mas ainda temos 3 dias de desfiles para frente e toda essa minha impressão pode estar errada AHAHAH

Pra saber todas as informações sobre os desfiles, acesse FFWLá estão todas as fotos de desfiles e bastidores, além de matérias especiais.

Bjks

Imagens: Zé Takahashi (Agência Fotosite)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *