Netflix: 3 documentários sobre arte

Eu adoro documentários e sempre que posso estou assistindo algum. Outro dia passeando pela Netflix eu me deparei com O Sal da Terra, o filme sobre o fotógrafo Sebastião Salgado e que não consegui assistir no cinema. Claro que parei para assistir e isso me despertou vontade de assistir outros documentários sobre arte, afinal esse é um tema que eu gosto, mas que me sinto zero preparada para falar sobre.

Pensando que outras pessoas talvez estejam na mesma situação que a minha resolvi vir aqui falar sobre alguns que assisti por lá:

THE 100 YEARS SHOW

O documentário de curta-metragem conta a história da pintora Carmem Herrera. Cubana, hoje com 101 anos de idade, Carmem só foi descoberta pelo mundo das artes plásticas no início dos anos 2000, com quase 90 anos de idade. Em entrevista com a artista ela conta sobre sua vida, o que a motivou a continuar pintando, mesmo sem reconhecimento, a mudança de Cuba para os EUA e como ela foi descoberta. Também traz entrevistas com galeristas, que hoje reconhecem o trabalho de Carmem, e comentam a falta que fez o trabalho não ter sito reconhecido nos anos 1950 e 1960 além de sugerir os motivos do porquê não tenha sido descoberta na ocasião. É um excelente documentário para quem deseja conhecer um pouco mais sobre o trabalho de arte do meio do século XX.

Duração: 29 min

Classificação: Livre

Ano de lançamento: 2017

Nota: ****

O SAL DA TERRA

O filme conta a história do fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado. Dirigido por Wim Wenders e co-dirigido por Juliano Salgado, filho do fotógrafo, o filme foi indicado ao Oscar de Melhor Documentário em 2015, mas, infelizmente, perdeu a estatueta. Em ordem cronológica, o filme mostra a fazenda da família em Minas Gerais onde o fotógrafo cresceu, como conheceu a esposa, Lelia, o envolvimento dele com a militância contra a ditadura, a viagem para Europa e como ele se envolveu com fotografia. A partir desse ponto, o filme mostra a perspectiva de Sabastião de acordo com cada projeto realizado por ele, desde seu desenvolvimento até a produção de livros e exposições. Para quem ama fotografia, o filme é indicação certa. Para quem deseja saber mais sobre movimentos sociais, também, já que ele mostra todo o envolvimento de Sebastião com os países latino americanos e africanos em projetos que ele realizou, além de mostrar um pouco sobre o Brasil de Norte e Nordeste, muitas vezes esquecidos por nós. A emoção é certa independente da motivação de cada um na vida.

Duração: 110 min

Classificação: 12 anos

Ano de lançamento: 2014

Nota: *****

Escada para o Céu: A arte de Cai Guo-Qiang

Cai Guo-Qiang é um artista cuja especialidade são fogos de artifício. Seu principal projeto era criar uma escada rumo ao céu, através de explosão de fogos de artifício, é claro. O documentário mostra como o chinês conseguiu realizar seu projeto de forma magistral depois de inúmeras tentativas frustradas. Estamos tão acostumados a focar em fogos de artifício somente na virada de ano que esquecemos como eles podem ser usados para fazer arte. Eu que tenho medo real de fogos fiquei maravilhada de ver como eles podem transmitir imagens maravilhosas e que em nada lembram os espetáculos tão comuns no final do ano. Por outro lado, o documentário mostra também como um artista chinês com ideias tão modernas lida com a repressão do sistema político do país. Cai Guo-Qiang teve sorte de nascer de uma família livre, de mente aberta para as artes e conseguiu construir um legado imenso, sendo extremamente respeitado no mundo da arte e com exposições que bateram recordes de visitantes. Vale super olhar esse documentário com a mente totalmente aberta para o que nos é incomum.

Duração: 79 min

Classificação: 16 anos

Ano de lançamento: 2016

Nota: ****

E vocês, costumam assistir documentários na Netflix? Tem alguma indicação para me dar? Gostam de indicações desse tipo? Me conta aqui nos comentário que eu vou amar trocar ideias!!!

Bjks

Imagem: Pinterest

2 thoughts on “Netflix: 3 documentários sobre arte

    1. O documentário da Carmem é rapidinho, vale a pena começar por ele e se você gostar, partir para os próximos! Bjks

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *